Este website utiliza cookies que facilitam a navegação, o registo e a recolha de dados estatísticos.
A informação armazenada nos cookies é utilizada exclusivamente pelo nosso websiteAo navegar com os cookies ativos consente a sua utilização.

JAZZ NA ALDEIA V

Naíma Acuña | Abe Rábade | Nelson Cascais

Dia: 22 a25 de junho 2022

Local: Termas de Monfortinho

O Jazz na Aldeia é um Circuito de Residências Artísticas que o Eixo do Jazz tem vindo a realizar em áreas rurais, que possam combinar, num espaço de 5/7 dias a formação, a interacção e criação de ligações entre músicos de vários pontos do Eixo Luso-Galaico, a discussão dos propósitos da associação e a divulgação do jazz nas escolas circundantes e nas aldeias, vilas ou cidades da zona. Estas residências já deram origem a um Ensemble que trabalha os repertórios de músicos de jazz Portugueses e Galegos e que já editou o primeiro disco Eixo do Jazz Ensemble meets Mário Laginha, vai editar o segundo EJE meets Iago Fernández ainda este ano e em 2023 será vez de João Paulo Esteves da Silva e Abe Rábade.
 Abe Rábade foi de facto o primeiro convidado a fazer o Jazz na Aldeia, e é também graças a ele que este projecto continua.

 

Biografias:
Abe Rábade nasceu em Santiago de Compostela (Galiza), em 1977. Iniciou os estudos musicais no Conservatório Histórico de Santiago e no centro de jazz “Estudio escola de música”. Entre 1995 e 1999 realizou uma Licenciatura cum laude em Composição Jazz e em Piano no Berklee College of Music (Boston). O seu primeiro instrumento é o piano, o segundo a bateria. Desde 1996, lidera um trio de jazz acústico do qual fazem parte actualmente Pablo Martín Caminero (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria). Editou como líder os discos: Babel de Sons (2001), Simetrías (2002), GHU! Project vol.1 (2004), Playing on Light -7 sounding photos- (2006), Open Doors (2008), Abe Rábade Piano Solo (2009), Zigurat (2010), A Modo (2012) e VerSons (2013), este último galardoado com o Prémio Martín Códax na Categoria de Jazz e Músicas Improvisadas. Alguns dos músicos com quem tocou e/ou gravou foram: Jesús Santandreu, Miguel Zenón, Bob Mintzer, Perico Sambeat, Jorge Pardo, Chris Kase, Avishai Cohen, Alan Ferber, Toni Belenguer, Kurt Rosenwinkel, Claudia Acuña, Deborah Carter, Carlos Barretto, Javier Colina,Terri Lyne Carrington, Bill Goodwin, Jeff Williams, Skip Hadden ou Jeff Ballard. Apresentou-se na maior parte dos festivais de jazz espanhóis, deu concertos nos Estados Unidos, Reino Unido, Cuba, Finlândia, Brasil, Chile, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, México, França, Alemanha, Suíça, Portugal e Marrocos.
Naima Acuña, nascida em Londres 1988, baterista de Jazz e Música Moderna, endossada por músicos de renome como o baterista Alex Acuña e o saxofonista Greg Osby.
Participou em projectos, festivais e gravações importantes como: Festival Internacional de Jazz “Langnau Jazz Nights 2017” na Suiça com o projecto de Greg Osby; Philarmonie de Luxembourg com Joao Barradas Project feat Greg Osby; Elbpholarmonie Hamburg com João Barradas Project + Mark Turner, Festival de Jazz do Funchal com Ben Van Gelder; Hot Club Lisboa com Simon Moullier Trio, Guimarães Jazz com Joao Barradas Project + Mark Turner, Festival Internacional de Jazz de Pontevedra com Paco Charlín Project + Joel Ross.
Acompanha outros músicos reconhecidos: Matt Brewer, Marquis Hill, John Escreet, Roy Hargrove, Mulgrew Miller, Miki Hayama, Liberty Ellman, Luca Alemmano, Joana Pascale, Simon Moullier, Cenet Jönsson, Jean Toussaint, Kevin Weatherill, Eclectic Voices, Pierre Bousaguet, Cristian Escoudé, Nikki Iles, John Taylor, Martin Hataway, Martin Speak, Daniel Bayliss, Gareth Fowler, Toby Boalch, Mark Hodgson, Chris Young, David Austin, Brian Traynor, Kenny Wheeler, Huw Warren, Don Rendell, Ben Van Gelder, Alec Dankworth, e Joel Ross.
É docente e investigadora em pedagogia alternativa e da interpretação da música.
Nelson Cascais que é muito mais do que um contrabaixista. Nelson Cascais estabeleceu-se - com o lançamento de cinco álbuns em seu nome - como um compositor com uma ideia pessoal e consistente sobre a música que executa.
Grande músico da cena europeia, Nelson Cascais já se juntou a Aaron Goldberg, David Binney, Logan Richardson, Ben Van Gelder, Rick Margitza, John Ellis, Mark alban Lotz, António Faraó, Brad Shepik, Maria Schneider, Matt Renzi, Avishai Cohen, Maria João, Mário Laginha, Salvador Sobral, Bernardo Sassetti, Perico Sambeat, Dave O ́Higgins, André Fernandes, João Paulo Esteves da Silva, Ricardo Toscano, Jesus Santandreu, Jerome Richardson, Dave Schnitter, Orquestra de Jazz de Matosinhos, Abe Rabade, Jesse Davis, Igor Trekusov, Jarmo Savoleinen, Ivan Padduart, Sara Serpa, Benny Lackner, Markku Ounaskari, Jarmo Savolainen, entre muitos outros.
Com alguns deles Cascais fundou as equipas perfeitas para os seus projetos e a simples menção dos seus nomes é garantia de qualidade.
 Perseguindo uma música aberta, de ampla influência, aventureira e desafiadora, Nelson vem compondo para pequenos e grandes conjuntos, a partir de suas gravações em quinteto em “Cyclope”, “Nine Stories”, “Guruka” e “The Golden Fish”, “A Evolução da Forma” ” com um conjunto de dez peças, e seu mais recente lançamento "Remembrance: The Poetry of Emily Brontë".
Nas últimas duas décadas, ele participou de mais de 30 gravações e inúmeros shows ao redor do mundo.
Nelson é mestre em performance de jazz pela Escola Superior de Música de Lisboa onde leciona desde 2008.
 
+ info: Facebook | Instagram | Youtube
Informações:
Informações através do email ccr@idanha.pt ou através do telefone (+351) 277 202 900. 
Centro Cultural Raiano
Av. Joaquim Morão
6060-713 Idanha-a-Nova

GPS: 39.926967, -7.243981

Tel.: (+351) 277 202 900
Email: ccr@idanha.pt
Encerra à segunda-feira, no dia 1 de janeiro, Domingo de Páscoa, Feriado Municipal (terceira 2ª feira após a Páscoa) e 25 de dezembro.

Venha Recomeçar em Idanha-a-Nova!

Aqui esperamos por si, pela sua família e pelas suas ideias.